Profis segue fora da pauta da Câmara

O projeto de lei que cria o Profis deste ano, uma das medidas com as quais a administração municipal pretende enfrentar a expectativa de déficit projetada pela Secretaria da Fazenda, segue fora de pauta  na sessão de hoje da Câmara. O projeto, que tramitava em urgência, foi retirado de pauta por tempo indeterminado na última quinta-feira, diante dos sinais de “incêndio” na base governista. A leitura era de que os governistas não teriam votos suficientes para aprovar a matéria. Vereadores governistas se rebelaram contra a nomeação do jornalista Fábio Cavazotti para a Secretaria de Gestão Pública e pretendem bloquear votações importantes para o Executivo.

Prestação de Contas

Enquanto espera o desbloqueio da pauta da Câmara para votar o Profis, a administração municipal reduziu de R$ 120 milhões para R$ 74 milhões a expectativa de déficit para 2017. O anúncio foi feito na última sexta-feira, durante a prestação de contas do primeiro quadrimestre, exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo a administração municipal, a projeção de déficit diminuiu em R$ 46 milhões em decorrência das medidas de austeridade adotadas desde o começo do ano. Um cenário menos sombrio que o apresentado em janeiro, mas ainda distante da meta de zerar o déficit.

Para 2018, a prefeitura projeta um déficit ainda maior, de R$ 186 milhões.

Por outro lado, o Sindserv, sindicato que representa o funcionalismo municipal, que faz o acompanhamento das contas da prefeitura, questiona o tamanho do déficit anunciado pela equipe do prefeito Marcelo Belinati (PP).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *