Procuradoria toma novos depoimentos sobre denúncia contra promotor

A Procuradoria Geral de Justiça continua a tomar depoimentos hoje na investigação sobre a denúncia do auditor fiscal Orlando Aranda contra o promotor Renato Lima Castro. Aranda acusa Lima Castro e os promotores do Gaeco de terem poupado das investigações da Operação Publicano um contador que tem negócios com Lima Castro. Ontem foram ouvidos Aranda, o principal delator, Luiz Antônio de Souza e Lima Castro. Hoje serão ouvidos outros promotores que atuam na Publicano.

Em entrevista à imprensa, Lima Castro disse que ninguém foi poupado nas investigações e que os investigadores estão “sendo atacados para criar situações falsas” e que o “o objetivo é atacar [os promotores]” para atingir a Publicano “e anular a operação”.

Eduardo Duarte Ferreira, advogado do delator, disse que seu cliente não omitiu nomes ou situações que tinha conhecimento e que nem houve coação para que ele omitisse nomes.

Aranda é réu em ações da Operação Publicano e foi condenado a 14 anos de prisão na ação penal da Publicano I, sentença da qual ele está recorrendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *