Semana terá Greve Geral e lembrança dos dois anos do massacre do Centro Cívico

Greve Geral na sexta-feira e os dois anos do massacre do Centro Cívico no sábado. São as principais agendas dos movimentos sociais para esta semana. A Greve Geral foi organizada pelas centrais sindicais, para resistir às reformas da Previdência e Trabalhista, propostas pelo governo Michel Temer (PMDB). Em Londrina existe um comitê organizando as ações do dia 28 de abril. Entre as categorias mobilizadas, algumas estão agendando assembleias para se manifestar. O Sindiprol/Aduel, que representa os professores da UEL tem assembleia marcada para amanhã, dia 25, na qual serão discutidas, além de pautas específicas da categoria, a participação na Greve Geral e manifestações para lembrar os dois anos do massacre do Centro Cívico.

Com relação ao massacre do Centro Cívico, o ataque da PM contra servidores que protestavam contra as mudanças na ParanáPrevidência, aprovadas pela Assembleia Legislativa em 29 de abril de 2015, dois anos depois, o Tribunal de Contas está apontando problemas na forma como a gestão Beto Richa (PSDB) está executando as mudanças aprovadas sob balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo. Segundo o Tribunal de Contas, o fundo de previdência do funcionalismo corre riscos, inclusive o dele se esgotar antes do tempo previsto. Isso significa que a bomba deve ficar para sucessores de Beto Richa, que terão que tirar dinheiro do tesouro estadual para pagar aposentadorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *