Elza Correia se filia ao PPS e pode ser candidata a deputada

Foto: Divulgação

A ex-vereadora e ex-deputada estadual Elza Correia se filiou no último sábado ao PPS, partido do qual esteve próxima nas eleições do ano passado. A perspectiva é de que ela seja candidata a deputada estadual pela legenda em 2018. Elza, que foi vereadora na Legislatura passada pelo PMDB, foi cotada para ser candidata a vice-prefeita na chapa do PPS, encabeçada por André Trindade. Essa foi a última cartada do grupo do PMDB que não queria a aliança com o hoje prefeito Marcelo Belinati (PP). A cartada não funcionou, o grupo saiu derrotado e Elza Correia não tentou a reeleição para não participar de uma chapa alinhada ao belinatismo.

A ida da ex-vereadora para o PPS é uma espécie de “retorno”. Elza Correia era militante do PCB até o começo dos anos 1990, quando, depois do fim da União Soviética, o grupo de Roberto Freire mudou o nome do partido para PPS (Partido Popular Socialista), seguindo, na época, o exemplo do Partido Comunista Italiano. Ela rompeu com o grupo que formou o PPS e se filiou ao PC do B, pelo qual foi eleita vereadora em 1996. Depois Elza Correia foi para o PMDB, pelo qual foi eleita deputada estadual em 2002 (ela não se reelegeu em 2006) e vereadora em 2010.

Cenário

No PPS, Elza Correia pode ser candidata a deputada estadual, num cenário em que o principal cacique do partido no Estado, Rubens Bueno, seria candidato ao Senado. Nesse cenário o hoje deputado estadual Tercílio Turini tentaria uma cadeira na Câmara Federal, ocupando o espaço que seria deixado por Bueno e Elza Correia tentaria ocupar o espaço de Turini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *