Câmara de Londrina apoia estagiário que fez postagens machistas no facebook

A Câmara de Londrina aprovar um requerimento apoiando um estudante de 19 anos que perdeu o estágio por fazer postagens machistas já é um absurdo – o garoto tentou fazer uma brincadeira e acabou desligado da empresa. As fotos usadas por ele no facebook diziam respeito a situações da empresa. Apesar de o peso (morto) de um requerimento não mudar em nada a situação para o ex-estagiário e nem para as pessoas que se sentiram ofendidas pela “brincadeira”, os vereadores de Londrina, ao aprovar o texto, oficializaram um posicionamento a favor do rapaz, que aparentemente se arrependeu da brincadeira. No máximo, o requerimento aprovado ontem vai dar algum espaço na mídia para os vereadores que votaram a favor do texto.

Duro mesmo é saber que a única vereadora mulher, Daniele Ziober (PPS), presidente da Comissão dos Direitos da Mulher no Legislativo, votou a favor do requerimento, ainda que tendo sido vítima de uma armadilha regimental. O requerimento em questão foi votado “em bloco” e com pedido de urgência. Nenhum vereador pediu destaque para votar em separado.

A vereadora afirmou que depois de saber a história por trás do requerimento, tentou mudar o seu voto e que não apoiou a medida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *