Novo Amparo fica sem saúde e sem educação

A UBS do Conjunto Novo Amparo (Zona Norte) já estava fechada porque o poder público não tem condições de garantir a segurança de moradores e servidores que trabalham na unidade – ou seja, não há soberania do Estado brasileiro na área. Agora foi a vez da escola: as aulas começam hoje em toda a rede municipal de ensino, exceto na escola municipal e no Centro de Educação Infantil do bairro. O Núcleo de Comunicação da prefeitura de Londrina informou ontem que numa reunião de autoridades com a comunidade – o local na reunião não foi informado, mas é muito possível que ela não tenha acontecido no bairro -, ficou definido que as duas unidades de educação abrem na segunda-feira.

Na sexta-feira passada, a Polícia Militar informou, em reportagem divulgada pela RPC, no Paraná TV Segunda Edição, que armas tinham sido apreendidas no bairro e que a situação estava “sob controle”. Depois disso, um adolescente de 14 anos foi executado no sábado, foi noticiado pelo menos um tiroteio e as unidades escolares se juntaram à UBS: ficam fechadas enquanto a situação estiver “sob controle”, mas não sob controle do poder público.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *