UEL desiste de açao contra estudantes

A UEL desistiu da ação de interdito proibitório contra o DCE e estudantes que participaram das ocupações de prédios da universidade durante a greve estudantil encerrada em novembro.  No documento em que desiste da ação,  a direção da universidade nega a intenção de criminalizar o movimento estudantil, embora admita a possibilidade de processar algumas lideranças das ocupações em outro momento (amanhã o Baixo Clero traz mais detalhes da manifestação da direção da UEL) . Uma moção contra a criminalização do movimento estudantil,  em decorrência do interdito proibitório reuniu mais de 670 assinaturas de pessoas físicas e jurídicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *