Kireeff vai receber reitora da UEL e DCE para falar sobre o passe livre

O prefeito Alexandre Kireeff (PSD) deve receber nesta semana a reitora da UEL, Berenice Jordão, e o DCE para falar sobre o passe livre para estudantes. A previsão é de que o encontro aconteça na terça-feira. O encontro é um dos itens da pauta de reivindicações apresentadas pelos estudantes da UEL, na greve encerrada na semana passada. A reunião foi articulada pela reitoria da UEL.

Kireeff deve dizer aos interlocutores que o programa do passe livre foi criado por lei e só uma outra lei pode modificar ou acabar com o programa. O prefeito também pretende dizer que isso não vai acontecer enquanto ele estiver no cargo, até o fim desse mês. O passe livre foi implantado gradualmente durante a atual gestão. Neste ano o programa chegou aos estudantes universitários, tanto da graduação, quanto da pós-graduação.

O programa é um dos objetos de polêmica na transição em curso em Londrina. A nova administração, que será comandada pelo prefeito eleito Marcelo Belinati (PP) afirma que o orçamento de 2017 não prevê recursos suficientes para a manutenção do programa. Com isso, está sendo atribuída à futura administração a intenção de “acabar” com o passe livre.Os recursos previstos no orçamento desse ano já não foram suficientes para financiar o programa, o que forçou a administração municipal a fazer suplementação no orçamento para garantir o passe livre. .

Simbolismo

A conversa de Kireeff com reitora e DCE da UEL sobre o passe livre tem forte simbolismo por dois motivos: foi num debate entre pré-candidatos a prefeito, realizado pelo curso de Jornalismo da UEL, na em junho de 2012, que o então candidato falou pela primeira vez que o passe livre era uma possibilidade. O segundo motivo é que Kireeff vai botar na mesma mesa reitora e movimento estudantil, num momento de crise interna da universidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *