Estudantes aprovam o fim da greve

Os estudantes acabam de aprovar, na assembleia em andamento no CEFE, o fim da greve estudantil iniciada em outubro, na UEL. A proposta foi defendida pelo comando de greve e contou também com o apoio dos grupos que já se mobilizavam para encerrar o movimento – na assembleia anterior, o comando de greve venceu e o movimento teve continuidade.

A greve, porém, vem perdendo força desde a semana passada, quando tanto a reitoria quanto alguns estudantes e hoje o Ministério Público, judicializaram e criminalizaram alguns debates internos da universidade. Da parte da reitoria, uma ação de interdito proibitório tenta responsabilizar alguns estudantes que lideraram o movimento. Da parte do MP, a ameaça é de que se o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) não voltar atrás na suspensão do calendário – que com o fim da greve dos estudantes será retomado – reitora e conselheiros serão processados por improbidade administrativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *