Estudante é encontrado morto em escola ocupada de Curitiba

Um adolescente de 16 anos foi assassinado por outro, de 17 anos, numa escola ocupada em Curitiba, no bairro Santa Felicidade, na tarde desta segunda-feira. De acordo com a polícia, ele foi morto com golpes de faca no peito e no pescoço. O autor do homicídio conseguiu fugir, mas já foi apreendido.

O Movimento Ocupa Paraná divulgou nota preliminar no meio da tarde dizendo que “não há nenhuma informação concreta sobre a motivação dessa morte e também nenhuma informação repassada aos mais de 10 advogados do movimento que estão (foram) proibidos de entrar no local para dar suporte aos outros estudantes da ocupação que estão lá dentro com a polícia civil”. O movimento deve divulgar nova nota assim que tiver mais informações sobre o caso.

A APP-Sindicato, que representa professores e servidores das escolas estaduais, também divulgou nota se solidarizando com a família da vítima e com o movimento dos estudantes. “Infelizmente neste momento triste, surgem tentativas de criminalização do movimento legítimo dos estudantes e vinculação do sindicato ao episódio. A APP-Sindicato repudia tais ações. Assim como a sociedade paranaense, esperamos a apuração do caso pelos órgãos competentes”, diz a nota divulgada pela entidade.

O governador Beto Richa (PSDB) se manifestou pelo seu perfil no facebook afirmando que o episódio “é uma tragédia chocante, que merece uma profunda reflexão de toda a sociedade”. Segundo ele, o fato de ter acontecido dentro de uma escola ocupada torna o episódio ainda mais grave e lamentável. O tucano pediu o fim das ocupações nas escolas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *