Um quarto dos eleitores não votou em ninguém para prefeito

Uma eleição faz vencedores e vencidos, mas há um número que não pode ser ignorado por nenhum dos lados: 25,19% ou 88.891 eleitores não votaram para prefeito em Londrina neste ano. Apenas dois dos oito candidatos a prefeito superaram a marca dos 88.891 votos: Marcelo Belinati (PP), eleito no primeiro turno com 136.360 e Valter Orsi (PSDB), o segundo colocado, com 93.415. Desse contingente de eleitores, 24.960 anularam o voto, 12.601 votaram em branco e 51.330 eleitores simplesmente não compareceram às urnas – a maioria deve justificar. Os outros seis candidatos ficaram bem abaixo dos brancos, nulos e abstenções: André Trindade (PPS) foi o melhor colocado nesse bloco: obteve 17.452 votos.

O contingente de votos em branco, nulos e abstenções é um pouco maior na votação para a Câmara Municipal: 97.867 eleitores não votaram em ninguém, o que derrubou o quociente eleitoral para 13.400 votos. Sem votos brancos, nulos e abstenções, o quociente seria de 18.500 votos (o quociente, que é a quantidade mínima de votos para conquistar cada cadeira na Câmara, é obtido dividindo o número de votos válidos pelo número de cadeiras em disputa).

O vereador mais votado de Londrina – aliás, do Paraná –, Émerson Petriv (PR), o Boca Aberta, obteve 11.484 votos; 21.935 eleitores votaram em branco e 24.602 eleitores anularam seus votos.

São números que precisam ser levados para o travesseiro, tanto pelos vencedores quanto pelos vencidos do último domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *