Tempo quente no segundo bloco

O tempo esquentou no segundo bloco, em dois confrontos diretos entre candidatos. Luciano Odebrecht (PMN) e Valter Orsi (PSDB) partiram para o confronto direto. O candidato do PMN questionou o tucano sobre a rejeição da prestação de contas feita pela Controladoria do Município contra a Acil, em 1999, então presidida por Orsi, num convênio do Londrinatal. “O senhor vai pagar ou vai deixar a Acil pagar? E a corrupção na receita estadual ?”, provocou.

“Todos sabem que no natal de 99 é um problema administrativo, não tem nada de desvio, é problema de contabilidade da prefeitura e da contabilidade da Acil”, rebateu o tucano.

André Trindade (PMN) cutucou Marcelo Belinati (PP): questionou se ele cumpriria as promessas de campanha, já que como deputado ele não cumpriria os compromissos da campanha para a Câmara Federal, caso seja eleito para a Prefeitura de Londrina. Marcelo Belinati afirmou que o PPS apoiou as candidaturas de Luiz Carlos Hauly (PSDB) e de André Vargas (PT) em outras eleições municipais “e nunca houve esse questionamento, já que eles eram deputados”.

Trindade devolveu a cutucada dizendo que Marcelo Belinati recebeu dinheiro de uma construtora investigada na Lava Jato em outra campanha eleitoral. Na tréplica, o deputado do PP disse que tem “independência”. “Eu votei contra a doação de empresas, apesar da orientação do partido. E os deputados do seu partido votaram para continuar a doação de empresas”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *