Solidariedade ao Blog do Rigon

O Baixo Clero registra nesse espaço solidariedade total e irrestrita ao jornalista Ângelo Rigon, autor do Blog do Rigon, de Maringá, que tem sido alvo de perseguição de alguns políticos da cidade. A tentativa de cercear o trabalho de Rigon em seu blog é uma ofensa à liberdade de expressão e de imprensa, ao direito dele de trabalhar e ao direto da sociedade de ter acesso à informação para formar a sua opinião, principalmente no processo eleitoral.

A perseguição a Rigon é um lamentável fato de Maringá, mas que infelizmente não é exclusividade daquela cidade. O Brasil é o quinto país mais perigoso do mundo para o exercício do jornalismo e o Paraná é o estado do Sul que lidera esse trágico ranking. São informações que devem ser levadas em conta em pleno processo eleitoral. O grupo político que persegue Rigon em Maringá, que é o do ministro da Saúde, Ricardo Barros, principal cacique do PP no Paraná, tem interesse também nas eleições de Londrina e Curitiba, na tentativa de chegar ao Palácio Iguaçu, em 2018. Isso força o candidato desse partido em Londrina, Marcelo Belinati (PP), a se posicionar claramente em questões como a liberdade de imprensa.

Claro que essa não é uma questão só para o candidato do PP. Todos os candidatos devem ser cobrados nesse sentido, já que todos os grupos políticos têm interesse em controlar a imprensa.Nesse caso, infelizmente não existem exceções. No futuro, historiadores hão de esclarecer outros episódios de controle à imprensa, muito mais próximos dos nossos dias que o caso Ama/Comurb, ocorrido há 16 anos. Talvez, então, defensores de ocasião da liberdade de imprensa sejam desmascarados.

Por fim, a perseguição a Rigon não é só a ele. O prejuízo é para toda a sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *