SESP tem 72 horas para se manifestar sobre defasagem na Polícia Civil

A Justiça abriu prazo de 72 horas para que a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SESP) se manifeste sobre a defasagem nos quadros da Polícia Civil, em Londrina, na ação na qual o Ministério Público cobra a contratação de delegados, investigadores e escrivães. O pedido do MP é para que dobre o número de policiais da cidade. O Bom Dia Paraná veiculou matéria hoje informando que Londrina tinha 23 delegados em 2003 e que hoje são apenas 14.

O Bom Dia Paraná fez a seguinte comparação: Curitiba, que tem 3,4 vezes mais população que Londrina, tem 10 vezes mais delegados. São 146 delegados na capital do Estado, frente aos 14 de Londrina. Curitiba tem 1.193 investigadores de polícia, enquanto Londrina tem 125. Em população, segundo a estimativa do IBGE para 2015, Curitiba tem 1.879.355 habitantes, ao passo que Londrina tem 548.249 habitantes.

Na ação, o MP pede que a Justiça determine liminarmente que o governo dobre o número de policiais civis na cidade e que caso a medida não seja cumprida, o secretário de Segurança, Wagner Mesquita, pague R$ 5 mil por dia de não cumprimento da decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *