Mais acidentes, menos mortes

O trânsito de Londrina teve mais acidentes, feriu mais, mas deixou matou menos gente em janeiro desse ano, na comparação com janeiro de 2015. Essas são algumas das constatações do “Placar do Trânsito”, divulgado hoje pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU). O número de mortes caiu de 11, em janeiro do ano passado, para 6, em janeiro de 2016. Outra redução foi no número de motociclistas mortos, de 9 para 1, na comparação entre os dois meses. Já os atropelamentos fizeram mais vítimas, aumento de dois para três. Entre as vítimas fatais do trânsito, foram cinco homens e uma mulher.

A Avenida Brasília – trecho urbano da rodovia BR-369 – foi o local de metade das mortes. E os três casos foram em locais com semáforo, um deles, um atropelamento no qual, segundo a CMTU, o motorista furou o sinal vermelho (avanço de sinal). As outras duas mortes foram em batidas entre dois carros e outro numa colisão entre um carro e uma moto.  Houve ainda outro atropelamento, na Avenida Leste Oeste, no qual a vítima tentava atravessar a rua fora da faixa de pedestre.

Conforme a CMTU, houve aumento no número de acidentes (de 265 em janeiro de 2015 para 287 em janeiro de 2016), de vítimas (de 313 para 335) e de atropelamentos (de 18 para 21).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *