(Nova) mudança: depoimento de delatores será a partir de 7 de março

Nova mudança no calendário de audiências da Operação Publicano. O juiz da 3ª Vara Criminal, Juliano Nanuncio, anunciou durante a audiência dessa tarde que o depoimento dos auditores fiscais Luiz Antônio de Souza e Rosângela Semprebom, que colaboram com as investigações por meio de acordo de delação premiada, será a partir de 7 de março. Os outros réus, que não estão colaborando com as investigações serão interrogados entre 4 e 15 de abril. Esse despacho ainda não aparece nos autos, o que será feito até amanhã. É mais uma mudança no calendário das audiências.

Originalmente os interrogatórios dos réus iriam ininterruptamente até o dia 11 de março e Souza seria ouvido no dia 7. Pelo plano original, os auditores seriam interrogados a partir de 2 de março. Os advogados de defesa pediram que os delatores fossem interrogados antes dos outros réus e num despacho do dia 23 de fevereiro, Nanuncio deferiu parcialmente o pedido, antecipando a audiência para os interrogatórios de Souza e de Rosângela para o dia 2, mas mantendo os outros interrogatórios para a sequência. Esse é o último despacho a esse respeito que aparece no Projudi, o sistema de consulta público ao processo – e foi com base nesse despacho que o blog anunciou os interrogatórios para o dia 2 de março.

Essa parece ser a última mudança. Fica assim então: as testemunhas indicadas pela defesa serão ouvidas até o dia 1º de março. Depois pausa nas audiências, que serão retomadas a partir de 7 de março, para os interrogatórios de Souza e Rosângela Semprebom – a expectativa é de que o interrogatório de Souza dure no mínimo dois dias. Nova pausa e os outros réus começam a ser interrogados a partir do dia 4 de abril.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *